• Marsurvivor

Sobrevivencialismo Urbano: A Horda Dourada


Um termo muito utilizado no sobrevivencialismo americano e apesar de ser pouco conhecido ou utilizado aqui no Brasil os preparadores e sobrevivencialistas conhecem a ideia por trás. Este conceito trabalha com a corrente que em uma situação de crise de grandes proporções e de grande duração a cidade vai se tornando um lugar inabitável e de poucos recursos e que a população vai se deslocando da capital para os interiores atrás de recursos, se tornando um grande perigo.


Nesta matéria vamos entender melhor este conceito e qual a sua importância em nossas preparações de conhecer como funciona este fenômeno.


Caos e desamparo aprendido



As pessoas comuns são condicionadas a depender e a terceirizar sua segurança e a manutenção de sua vida em todos os níveis. Afinal sempre temos o telefone a mão para chamarmos a polícia, os bombeiros, ambulância, ou mesmo através de um aplicativo pedir uma pizza, chamar alguém par desentupir a pia. Assim o cidadão comum se tornou fraco e dependente tanto do Estado como da tecnologia e a facilidade da vida moderna. Com isso ele se afastou mais e mais de assuntos desagradáveis e trabalhoso. O problema é que mesmo que o Estado em dado momento não lhe der tal suporte o cidadão aceita tal situação como natural e não reage. Não quer aprender a se defender, a cultivar, ou qualquer coisa que o torne independente, o nome deste tipo de comportamento é desamparo aprendido. Ele aprende através de estímulos externos a não ajudar a si próprio, mas a depender de fatores externos ( a proteção do estado). A pessoa foi condicionada a acreditar que não pode controlar a situação ( sua vida) e, portanto, não toma ações para evitar o estímulo negativo.


O autor americano James Wesley Rawles, ex-oficial da Inteligência do Exército dos EUA, em seu livro "How to Survive the End of the World as We Know It" (Como sobreviver ao fim do mundo como o conhecemos)  nos trás um ótimo exemplo em sua obra sobre desamparo aprendido: Em Flint, Michigan, o abastecimento de água municipal falhou em 2014 e permaneceu muito perigosamente contaminado quase dois anos depois. Apesar de saber disso, a maioria das pessoas que vivem na área afetada ainda vive lá, ainda bebe a água contaminada e ainda espera o governo consertá-la.


Rawles ainda adverte em sua obra sobre os perigos que estas pessoas representam em um momento de crise, sobre o deslocamento destas multidões para outras áreas em busca de recursos como gafanhotos, ele descreve esse êxodo em massa como "A Horda Dourada". É um termo que ele recebeu de seu pai, que estava comparando o êxodo em massa das grandes cidades à horda mongol do século XIII. Aqui está como Rawles o descreve na página seis de seu livro:

"Por causa da urbanização da população dos EUA, se toda a rede elétrica do leste ou do oeste cair por mais de uma semana, as cidades rapidamente se tornarão impossíveis. Prevejo que possa haver uma cadeia de eventos quase imparável:

Falhas de energia, seguidas por

Falhas municipais de abastecimento de água, seguidas de

Colapso da lei e da ordem, seguido por

Incêndios e saques em grande escala, seguidos por

Migração maciça da "Horda de Ouro" das principais cidades

À medida que os níveis de conforto nas cidades caem para zero, haverá um derramamento maciço das grandes cidades e subúrbios para as áreas rurais".


Mas por que é importante? Imagine que você sobrevivencialista fugiu da cidade para seu local de refugio no interior, ou se você já é do interior, saiba que em um primeiro momento do caos você estará tranquilo afastado de todo o caos que está acontecendo na área urbana (mortes, saques , estupros). Porém quando todos os recursos se esgotarem, todas as lojas, mercados, farmácias forem saqueados a população começará a se deslocar para os arredores em busca de mais. Ou seja, as pessoas que já moram nessas áreas rurais teriam que lidar com hordas de refugiados totalmente despreparados, muitos dos quais se voltariam para saques e violência. Então não se engane conforme o nível de caos vai aumentando assim como sua duração, você pode precisar de suas outras preparações ligadas a autodefesa. Por este motivo o seu local de refugio tem que ser pensado não apenas na sua localidade em si por ser afastada da área urbana, ou apenas na capacidade de estoque de mantimentos, mas também como sua fortaleza que usará para se proteger e a sua família. Em caso de legítima defesa e estado de necessidade deve-se utilizar todos os recursos disponíveis para preservar a sua vida e de seus entes queridos. Não espere o lobo aparecer, mantenha seus estudos em dia. Semper fie.



Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição.


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos



48 visualizações
output_aBa1uU.gif
aaaaa1.png

Curta nossa página no Facebook:

Nossas redes sociais:

CONFACMARS.gif

Autor: Marcos Ribsantos

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

Contador de Visitas

Contador de Visitas

thomas-richter-pistol-blue-turntable.gif

Biblioteca de Armas

Centro de Estudo MARS de Sobrevivenciali

Nossas redes sociais:

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
output_HFM1Yq.gif
CSINerd.png

©2017 by Centro de Estudo MARS.