• Marsurvivor

Pare de procurar um Yoda pra chamar de seu, seja um Ronin!!!


O que é autovaloração? É parar de procurar um mestre, e começar a sua jornada pessoal para se tornar o seu mestre. Você já deve ter lido está frase nas minhas matérias: Pare de Procurar um mestre Yoda pra chamar de seu! Eu sempre uso ela em textos de autodefesa e também falava para meus alunos. Apesar de falar num tom de brincadeira, na verdade tento alertar as pessoas que querem ingressar no sobrevivencialismo urbano que você deve buscar se moldar, se tornando aquela pessoa que você gostaria de ter por perto quando a situação apertar. Se tornar uma pessoa plena, com atitude, apta a se defender em todos setores de sua vida.


O problema é que muitas vezes a pessoa quer evoluir e começa a procurar cursos, linhas filosóficas para sua vida, e outras coisas para alcançar o seu objetivo de superação, porém neste caminho muitos desavisados acabam caindo em uma armadilha. Maravilhados com o conhecimento que começam a desenvolver, se enxergam pequenos demais perante o professor a sua frente, e se tornam eternos seguidores e não mestres para ter sua independência. E logo caem na segunda armadilha seguem este mestre escolhido sem questionar, e o que pensam ser força na verdade é uma anulação do seu ego, uma tranferência de força. Vou citar três exemplos rápidos em áreas diferentes: 


Exemplo 1, Arte Marcial: O indivíduo querendo aprender a se defender entra em uma academia de artes marciais em uma sobreloja, lá o professor apresenta o estilo de luta e conta sua história, e diz ser a arte marcial mais completa que já existiu podendo ser utilizada em qualquer situação. O que acontece é que muitas pessoas sem qualquer experiência real de combate real ficam encantados com aquele cenário oriental montado com musica de fundo, e movimentos que nunca viu parecido com os filmes que tanto gosta. Cada vez mais ele fica maravilhado quando consegue repetir estes movimentos, e daqui um tempo ele começara a fazer exames de faixas e participar de campeonatos. Daqui uns meses ele repetirá tudo o que o professor lhe disser para outras pessoas, inclusive as histórias que seu professor inventou que reagiu a assaltos várias vezes, e que seu estilo é o mais perfeito e mortal que existe.


Resultado: O aluno entra para aprender uma autodefesa, e agora está doutrinado em  uma mistura de filosofia, mito, esoterismo, que poderá leva-lo a morte. Se nada acontecer vai passar o resto da vida acreditando e defendendo o estilo, a federação e tudo que o professor lhe diz por mais absurdo que seja com unhas  e dentes. Infelizmente como sabemos autodefesa séria é muito mais que isso: É noventa por cento prevenção e cinco por cento técnica e quando digo técnica quero dizer conhecimento em uso progressivo de força, anatomia e fisiologia humana, condicionamento em combate próximo de situações de rua, combate com lâminas, bastão, armas improvisadas, imobilização, curso de tiro defensivo/ ofensivo e muito mais.

Exemplo 2, área acadêmica: Uma vez conheci um professor de Psicologia Social na universidade que ele entrava na sala sentava na mesa de professor com as pernas cruzadas em "Posição de Lotus", e falava que a missão dele era fazer os alunos "pensarem diferente". A grande verdade, é que pensar diferente era pensar como ele, a sua visão de mundo, assim aula dele era uma doutrinação pura, as pautas eram: Karl Marx, Paulo Freire, Teoria Crítica, Marcha das Vadias, MST, Escola de Frank Furt, o capitalismo como mal do mundo, e tudo relacionado a política de esquerda que você possa imaginar. Quem o questionava, ou contrariava por menos que fosse ele começava a se descontralar e gritar. O mais engraçado é que ele falava o tempo todo contra o capitalismo e conceitos ultrapassados como mais-valia, só que havia confessado não conhecer nada sobre econômia, mas que "sentia que existia um padrão que tornava o mundo desigual, onde tem quem manda e quem obedece".

Resultado: O aluno entra em um curso de psicologia para aprender a ajudar pessoas que estão passando por problemas e lá encontra um profissional que usava a instituição para doutrinar os alunos em agendas políticas e fazê-los seus seguidores. 


3 exemplo, canal de youtube: Na internet temos canais de conteúdo e canais de opinião. Muitas pessoas preferem os de opinião pois é mais fácil para elas do que pesquisar sobre o assunto, pois se forem pesquisar terão que ler, entender e pensar sobre o assunto. Porém nos canais de opinião você tem uma pessoa com uma  opinião já formada. Consequentemente você vai receber a informação pela ótica daquela pessoa que é movida por determidos princípios e interesses. Interesses estes que ele mesmo pode nem concordar, mas ele defende por querer aumentar seu número de inscritos, "seguidores", então fala e faz de tudo para atingir o objetivo. 


Resultado: O mais absurdo é que muitas pessoas se tornam seguidoras no começo de determinada pessoa no Youtube pois querem ouvir uma pessoa que diz o que ela pensa e gostaria de falar perante o mundo, porém com o passar do tempo os seguidores, mesmo quando o Youtuber muda sua narrativa e direcionamento seja político, seja ideológico do seu discurso,  continuam o seguindo e também mudando suas opiniões, se esquecendo de suas próprias bases, crenças e motivações. 

Eu poderia citar aqui milhares de exemplos, em vários setores diferentes da vida como religião,  profissão, relacionamentos  entre outros, mas a verdade é uma só: a maioria das pessoas estão atrás de um mestre, de um guru. Tem medo de questionar as coisas que se apresentam diante deles. Isso por que significaria que em algum momento teriam que  andar sozinhas, crescer, atingir o autoconhecimento, se tornar senhor do seu próprio destino. Para muitos a ideia do amadurecimento pessoal é doloro, é mais fácil voltar para a sua bolha e esperar que lhe digam oque fazer, pois se acontecer uma coisa boa é lucro, se acontecer coisa ruim não é culpa sua, é culpa dos outros, do sistema, dos capitalistas, ou de qualquer outra pessoa ou coisa que possa culpar.


A grande verdade é que você deve se autovalorar, buscar conhecimento, selecionar e sempre questionar o que chega até você, chegar outras fontes. Não é por que uma pessoa diz algumas coisas que faz sentido, tudo que ela diz está certo. Busque coisas que vá te ajudar a crescer e com o tempo você se sentira pleno em qualquer situação, por pior que seja, terá atitude. Isto é autovaloração, isto é tornar-se mestre em sua própria vida, ser um Ronin. Lembre-se: a vida é efêmera, passa mais rápido do que possamos perceber, não devemos dar o local do nosso palco da vida para outra pessoa brilhar. Um livro que li anos atrás tinha uma frase que nunca esqueci: Não seja budista, seja Buda não seja cristão, seja Cristo, seja a lanterna em sua vida. Semper fie.


Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição. 

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

29 visualizações
output_aBa1uU.gif
aaaaa1.png

Curta nossa página no Facebook:

Nossas redes sociais:

CONFACMARS.gif

Autor: Marcos Ribsantos

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

Contador de Visitas

Contador de Visitas

thomas-richter-pistol-blue-turntable.gif

Biblioteca de Armas

Centro de Estudo MARS de Sobrevivenciali

Nossas redes sociais:

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
output_HFM1Yq.gif
CSINerd.png

©2017 by Centro de Estudo MARS.