• Marsurvivor

Combate Urbano: Quem poupa o lobo sacrifica o rebanho


O Brasil está chegando quase ao seu fim como um país constituído e soberano. A publicação do Atlas da Violência 2018, pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostrou que o nosso país registrou a marca histórica de 62.517 homicídios em 2016. Em 2017 foram mais de 65 mil. Batendo recorde em cima de recordes de mortes violentas intencionais. Isso sem falar no numero de estupros e roubos. Ainda assim a maioria das pessoas ainda vivem no seu mundo perfeito, onde não precisam se preocupar com tais dados, já que temos jogos de futebol, novelas e programas dominicais para nos entreter. E para algumas pessoas usar violência é um ato impensável, e que os crimes que acontecem são resultados de desigualdades sociais. E que os criminosos são vítimas desse processo social arbitrário. Será? Na postagem de hoje, pretendo mostrar por meio de dados atuais, e material de mídia o quanto poupar os lobos e achar que eles podem ser ressocializados é simplesmente uma ignorância e alienação acética.


Números da Morte


Nos últimos dez anos, 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência no Brasil, isso é o equivalente a 153 mortes por dia. O numero de homicídios registrados aqui são centenas de vezes maior que na Síria.


No Brasil, a taxa mais alta é de Sergipe, com 64,7 mortes por 100 mil habitantes. Em Alagoas, a taxa é de 54,2 e no Rio Grande do Norte, de 53,4. No extremo inverso da tabela, São Paulo tem a menor taxa, de 10,9, e é seguido por Santa Catarina, com 14,2, e pelo Piauí, com 21,8. Nos últimos dez anos, o estado que teve o maior crescimento de homicídios foi o Rio Grande do Norte (alta de 256,9%) e o que mais caiu foi São Paulo (46,7%). Apenas sete das 27 unidades da Federação conseguiram reduzir o índice: São Paulo, Espírito Santo (37,2%), Rio de Janeiro (23,4%), Mato Grosso do Sul (15,8%), Pernambuco (10,2%), Paraná (8,1%) e Distrito Federal (7,8%). Dos sete estados que tiveram crescimento superior a 80% ao longo dos 10 anos, cinco são nordestinos. Desses, três tiveram altas acima de 100%: Tocantins (119%), Maranhão (121%), Sergipe (121,1%).


E ainda segundo o atlas da violência, do ano de 1980 até 2016, quase um milhão de brasileiros perdeu a vida por este meio.



Estupro: Mulheres e crianças


Em 2017 foram registrados 62 mil estupros. As crianças são as maiores vítimas de estupro. O estudo revela que 50,9% dos casos registrados em 2016 foram cometidos contra menores de 13 anos de idade. A maioria dos autores era conhecido da vítima (30,13%) e a casa, a cena do crime (78,6%). Pais e padrastos são 12% dos casos. Os dados de violência contra a mulher não aliviam. As polícias brasileiras recolheram um total de 49.497 registros de estupros em 2016. É mais do que o dobro dos casos atendidos no Sistema Único de Saúde (22.918) no mesmo período. Só na capital de São Paulo são 225 (mai/2017) contra 184 (mai/2016) - subiu 22,3%


O estudo ressalta que não é possível identificar com precisão as vítimas mulheres. O número teve um acréscimo de 15,3%, um total de 4.645 mortes em 2016. O estado com a maior taxa é Roraima, onde há 10 mortes por 100 mil mulheres.

Roubos, Furtos e Sequestros

São 1.574 assaltos por dia no Brasil;


Em 2017, 552.000 roubos e furtos de veículos;


A cada doze meses 1,5 milhão de celulares são bloqueados por roubo;


Números de roubos de carga na Capital 493 (mai/2017) contra 374 (mai/2016) - subiu 31,8%;


Nosso país está na lista devido ao registro de mil sequestros por ano.




Ciclo do Homo Criminis




Ciclo Corrupção dos três poderes/ Expansão das Facções


Sistema Confac : Veja as 149 facções criminosas existentes no Brasil clicando aqui em nosso contador de facções.

Veja abaixo os vídeos e tirem sua própria conclusões sobre a reabilitação dos lobos. Mas lembre-se amanhã eles podem cruzar seu caminho, de seus filhos, ou de qualquer outro membro de sua família:


Vídeos:










Imagens de vítimas de homicídio e estupro:











Obras indicadas: Livros:




Conclusão


Tudo o que foi visto acima é o triste retrato da situação de nosso país, que está quase irreversível. Esse é um ano de eleição, muitas pessoas dizem que não vão votar para mostrar a insatisfação com a corrupção. Só não esqueça que se você se eximir de sua responsabilidade, outro irá escolher por você. E provavelmente escolheram que perpetuará esses horrores visto acima. Visto que nossos três poderes atualmente estão infectados com o crime organizado. Então, não se engane uma a cada três pessoas tem um parente que foi vítima em assalto, e muitas vezes vítima fatal. Não espere o lobo chegar até a sua família. Treine autodefesa, participe de grupos pró armamentista, e também vote de maneira consciente. Depois pode ser que não tenha chance de reclamar.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

Colaboração:

Dr. David S.



E não esqueça de visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo:



Sobreviva à tudo e à todos. Seja o seu próprio Mestre. Autodefesa levada à sério.


Grupo Centro de Estudo MARS de Sobrevivencialismo Urbano



26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
output_aBa1uU.gif
aaaaa1.png

Curta nossa página no Facebook:

Nossas redes sociais:

CONFACMARS.gif

Autor: Marcos Ribsantos

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube

Contador de Visitas

Contador de Visitas

thomas-richter-pistol-blue-turntable.gif

Biblioteca de Armas

Centro de Estudo MARS de Sobrevivenciali

Nossas redes sociais:

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
output_HFM1Yq.gif
CSINerd.png

©2017 by Centro de Estudo MARS.