• Marsurvivor

Combate Urbano: Desenvolva seu Mindset Combativo


Nós combatentes urbanos sempre queremos melhorar nossas habilidades combativas, para atingir o máximo de eficiência em um momento de crise, mas o mais difícil é o planejamento para atingir tal meta. Nesta postagem vamos dar inicio a matérias para que você possa montar a sua autodefesa, adequada a você e as suas necessidades. Afinal sabemos que cada pessoa tem necessidades, dificuldades, biotipos e potencialidades diferentes uma da outra. E ficar procurando sistemas pré estabelecidos que se dizem úteis e "eficazes" para toda situação e qualquer pessoa é muito frustrante, e muito "perigoso" se imaginarmos que estamos falando de sobrevivência urbana.



O Mindset Combativo


Você deve entender antes de tudo o que é o mindset combativo. O mindset combativo nada mais é do que um modelo mental que você deve desenvolver para ter uma pronta resposta: rápida, brutal e eficiente em uma situação de crise. O seu contraponto é a hoplofobia onde o indivíduo fica acovardado e com medo de reagir, relegando a responsabilidade da sua autodefesa e de sua família a terceiros, como a figura do estado por exemplo. Desenvolvendo o mindset combativo você terá resposta reflexa e ganhará grande chance de sobreviver a qualquer situação de crise.


Autoexame


Você deve inicialmente para elaborar sua autodefesa fazer uma auto analise, dos seus pontos fortes, fracos e o que pode melhorar. Uma mulher de 40 quilos, por exemplo, não pode imaginar que poderá se sair bem na rua em uma trocação de socos com um homem de 82 quilos (artes marciais tradicionais acreditam que sim), porém de repente ela pode ser ágil e rápida e com um treinamento adequado em armas brancas e conhecimentos em pontos vitais do corpo ela pode se tornar uma fera perigosa. Essa mesma moça com um treinamento adequado de tiro defensivo/ ofensivo pode virar uma arma viva. Por outro um homem grande pode até ser intimidador a primeira vista, porém se ele sofrer de insegurança e medo e o agressor perceber que ele possui um padrão psicológico esquivo, onde o seu medo é aparente, não será respeitado apesar do tamanho, então terá que buscar soluções para superar o medo, de repente até ajuda de profissionais, e assim por diante.



Planejamento tático


Depois de um autoexame, você pode começar a sua lista, que você pode dividir em:


Conhecimento: Que temas devo buscar para montar minha autodefesa? Que livros, vídeos, e cursos você deve buscar para entender melhor sobre determinado assunto?


Habilidades: Que habilidade quero desenvolver? Capacidade de negociação? Habilidades com facas? Arma de fogo? Luta corpo a corpo? Musculação para ganho de massa e força?


Cursos: Onde buscar as habilidade? Cursos credenciados e profissionais ligados a área de segurança são sempre as melhores opções. ( perguntar para seu professor de karatê ou taekwondo qual a melhor pistola que você deve compra, ou qual o melhor equipamento de segurança eletrônica residencial não é uma boa opção).


O uso progressivo de força e o semáforo da violência


Dois conceitos importantes que você precisa entender para você montar a sua autodefesa e desenvolver seu Mindset Combativo e que devem ser desenvolvidos em sua base é o uso progressivo de força e o semáforo da violência. No uso progressivo de força você aprenderá a observar os graus de ameaça e como deve responder a ele levando em conta uma escalada de nível de ameaça. O semáforo de violência estudados por grupos táticos americanos te dá um esquema psicológico que você deve entender como a mente deve estar em alerta em cada situação. Um te dará o esquema físico e o outro psicológico do escalonamento combativo na autodefesa. Nos próximos artigos traremos cada fase do uso progressivo de força e como ele deve ser compreendido em nossa realidade urbana.



Lembre-se: O sobrevivencialista e combatente urbano faz seu próprio caminho, é o seu próprio mestre, não procure por um Mestre Yoda pra chamar de seu. Seja questionador, faça cursos em lugares credenciados com profissionais com experiência em área de segurança. Afinal autodefesa é um investimento para proteger a sua vida e daqueles que o cerca. Sempre fie.

Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição.


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo