quarta-feira, 8 de maio de 2019

A Importância de conhecer armas e seus potenciais destrutivos




Hoje estaremos abordando os tipos de armas em relação ao dano que elas promovem, bem como os danos por elas gerados.  Se pensarmos em questões como auto defesa, nada melhor do que conhecer a extensão de danos, que nosso corpo pode sofrer  ao ser golpeadas com determinado tipos de instrumentos, ou mesmo o nível de estrago que podemos estar aplicando em nossos agressores. Através desse conhecimento fica mais fácil entender a amplitude de ferimentos que podem causar tanto armas propriamente ditas, como facas e arma de fogo, bem como armas improvisadas.

Antes de prosseguir leia com atenção: Nossas postagens tem como objetivo levar conhecimento e informação sobre temas referentes a legítima defesa e estrito cumprimento do dever legal presentes em nossa Constituição Federal e  Código Penal. O uso indevido dessas informações bem como suas consequências são de responsabilidade única e exclusivamente de quem as praticar. Por isso use o cérebro!!!



Após ler a mensagem acima pode continuar a leitura da matéria abaixo:



Armas e ferimentos
Meu professor de medicina legal na Faculdade era perito-chefe de uma das equipes do Hospital das Clínicas, e no segundo semestre do quinto ano de Direito ele nos deixou estagiar lá. Eu na época já era professor de defesa pessoal, então assistir aquelas necropsias me deu uma visão única dos pontos vulneráveis do corpo humano toda constituição da massa visceral, cérebro, sistema respiratório. E além disso chegava todo tipo de caso a toda hora desde atropelamento até homicídios, cada um com ferimentos exclusivos daquele tipo de dano. 

Esse tipo de conhecimento visual  me deu um avanço incrível nos meus cursos, então me empolguei e fiz depois da minha pós de psicologia forense, curso de extensão de fisiologia e anatomia humana, e posteriormente técnicas de necropsia. Só posso dizer que consegui ampliar o nível de letalidade e eficiências em meus cursos. por isso estou escrevendo essa postagem hoje para que os caros colegas, combatentes urbanos,  procurem se beneficiar dessas informações se não puderem fazer cursos pelo menos façam pesquisas em bibliotecas ou sebos de livros  de anatomia e fisiologia humana e combinar com os cursos que você já fez, ou fará,  de arma branca. Laminas, seja ela faca, facões, machados, espadas são armas fáceis de encontrar ou improvisar, que ajudam e muito a equalizar níveis de força e quantidade de oponentes. Mesmo um criminoso com o porte de um mister universo possuí as mesmas artérias e órgãos de qualquer pessoa.







                                           Então vejamos a classificação dos instrumentos segundo o contato a ação e as características de suas respectivas lesões:



1 – Instrumentos Cortantes: como o próprio nome sugere são instrumentos que causam ferimentos  incisivos ou seja causa cortes em contato com as vitimas, por meio de pressão e deslizamento sobre os tecidos,  como por exemplo faca, navalha, estilhaço de vidro, bisturi e lâminas no Geral. A Hemorragia  é abundante, geralmente apresenta cauda de escoriação no término da lesão.






2 – Instrumentos contundentes: provocam ferimentos contusos que são lesões por meio do impacto numa determinada parte do corpo, batendo ou chocando: Cassetete, tonfa, soco inglês, caibro, martelo, explosão, mão entre outros. O resultado da ação desses instrumentos vai  depender da intensidade do seu movimento, de sua dinâmica traumatizante bem como a região atingida do  corpo.





3 – Instrumentos Perfurantes: São aqueles com predominância pelo comprimento, causam ferimentos punctórios, ou seja causa, perfurações ou pressão  nas vitimas em determinado ponto, raramente tem sangramento externo , exemplo:  agulha, prego, furador de gelo etc.




4 – Perfuro Cortantes: Estes instrumentos além de Perfurar eles também cortam, penetrando com a ponta e cortam com suas bordas afiadas, causando ferimentos perfuro incisos, exemplo: faca, canivete, punhal, espada, estilete, peixeira e outros.




5 – Perfuro Contundentes: Estes geram ferimentos perfuro contusa, Lesões que causam, ao mesmo tempo, perfuração e ruptura dos tecidos, com ou sem laceração e esmagamento dos mesmos, como características tais ferimento possuem bordas irregulares; predominância de profundidade; caráter penetrante ou transfixante. Como exemplo podemos citar|: lança, ponteira de guarda-chuva, bem como projéteis de armas de fogo.




6 – Corto Contundente: causam ferimentos Corto contusos por ação de pressão pressão e percussão ou deslizamento. A lesão é gerada  pelo próprio peso e intensidade do manejo da arma, do que pelo gume de que são dotados , são lesões se graves, fundas, resultando  nas mais variadas formas de ferimentos, inclusive até mesmo fraturas. Nesta categoria temos machado cutelo, enxada, facão, foice, dentes.




7 – Lácero contundentes: nestes temos os ferimentos lacero contusos, pois há o esmagamento e laceração dos tecidos, atropelamento por exemplo.


Com essa lista fica mais fácil a identificação da ação de instrumentos que são usados como armas bem como suas consequências, agora para um pequeno exercício vamos pegar objetos do dia a dia, caneta, cadeira um vaso e vamos fazer a sua classificação. Bons estudos.


Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição. Logo mais disponibilizaremos Baixe a matéria em forma de pdf  aqui.




Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos






https://univimars.blogspot.com/p/biblioteca-virtual-mars.html





https://www.facebook.com/groups/2313095542269009/


Trailer  do Canal:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...